Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0857 - Falar de amor



 

 

Preciso hoje falar de amor, do meu amor,

abusar das lembranças,

soltar meus pensamentos, e voar,

como se fosse reviver cada detalhe.

 

 

Meus sonhos têm cheiro de fantasias,

como noite passada, gritei, procurei,

nada, não encontrei ninguém ao meu redor,

nenhum calor, nenhum amor, nem o meu.

 

 

Volto meus olhos pro amanhã e não me enxergo,

faço a cabeça girar, tento mil formas de ser feliz,

não encontro, paro no meio do caminho.

fico sempre restos dos meus restos.

 

 

Queria saber sonhar um pouco de realidade,

ser ingênuo, sabido, inocente certas horas,

sentir a língua dentro d'outra boca,

sem palavras, apenas sentindo o beijo.

 

 

Sei que posso, devo envolver-me de amor,

expor meus sentimentos, gritar, falar, ou nada,

apenas sentir estar amando, junto, seduzido,

qualquer hora acerto meu futuro, antes, meu hoje.

 

 

Ouço uma voz como se fosse um presente raro,

meio débil meu jeito de sentir, confesso as carências,

as faltas, o vazio, nesta hora estou longe,

muito sozinho, hoje preciso falar de amor.

 

 

24/10/2006


Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 24/10/2006
Código do texto: T272499
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116243 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:13)
Caio Lucas