Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LUXÚRIA




AO SOM DE UMA VOZ , QUAL DE UM MAESTRO,
EU VOU ME ENTREGANDO A UM OUTRO INSTINTO,
E PENSANDO EM ESTAR CONTIGO ALI, EU MINTO
PALAVRAS QUE COMOVEM A QUEM ME EMPRESTO.

TU QUE TANTO AMAS, QUE AMAS E CHORAS
ENQUANTO EU ME DELEITO EM OUTROS BRAÇOS,
NÃO SABES QUE EU ESTOU AQUI, AGORA,
PENSANDO EM TEU AMOR NOUTRO REGAÇO.

NEM PENSAS QUE EU TANTO TE ADMIRO
QUE AS OUTRAS  SÃO APENAS UM ENGANO,
SÃO DE MOMENTOS FÚTEIS, UM DELÍRIO.

SÃO FANTASIAS DE UM PEJO APENAS,
NÃO SÃO DO AMOR AS FLORES E OS SUSPIROS.
SÃO AS INCERTEZAS DO AMOR QUE NOS ACENAM.



24/10/2006
Geraldo Altoé
Enviado por Geraldo Altoé em 25/10/2006
Reeditado em 25/10/2006
Código do texto: T273048
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Geraldo Altoé
Serra - Espírito Santo - Brasil, 60 anos
747 textos (17675 leituras)
1 áudios (12 audições)
2 e-livros (162 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:36)
Geraldo Altoé

Site do Escritor