Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O AMOR É O LIAME DAS ALMAS

Não há de terminar essa busca
incessante de amor:
até o fim de tudo estaremos
procurando o olhar do outro.

E, quando no outro lado estivermos,
os versos que escrevemos com mãos trêmulas
enfeitarão algum coração no mundo
com palavras de resgate.

Alguém abrirá o caderno,
lerá essas anotações,
aprenderá que o amor é igual
e é diverso:
todo amor é um só,
quando filtrado das dores de existir.

Por amor, sentimos facas no peito,
tivemos a carne separada dos ossos,
o olhar arremessado contra a parede
de um dia sem mais luzes.

Mas, por amor, atingimos o orgasmo
de sermos um sem nos tocarmos,
de bastar um sorriso para
a suprema epifania.

Não há que terminar essa busca.
No infinito, há de continuar
a longa jornada.
De mãos dadas, ou distantes,
sempre juntos.

O amor é o liame das almas.


(Imagem: Jan Saudek)
Francisco C
Enviado por Francisco C em 25/10/2006
Reeditado em 06/12/2006
Código do texto: T273101

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.franciscocampos.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco C
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 48 anos
363 textos (25669 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:00)
Francisco C