Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Boêmio

Qual boêmio que se esconde atrás de uma taça,
Na sombra colorida da luz de néon,
De gole em gole tomo champanhe ou cachaça
E envolvo-me nas cores mágicas do som.

Tento ocultar a dor dessa minha carcaça
No fantástico sorriso de um garçom
E dissimulando um sóbrio na praça
Sinto no vento a mágoa que não é um dom.

Mas quando a aurora vem me acordar,
Vejo minha alegria ao poucos retornar
Altiva, já quase refeita próxima ao céu.

Levanto-a com uma força incrível,
Dos poemas que escrevi quando foi possível,
Recheado de existência, apanhados ao léu.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 26/10/2006
Reeditado em 27/10/2006
Código do texto: T273849
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3129 textos (79579 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:45)
R J Cardoso