Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0861 - Caminhada



 

 

Tento voltar da metade do caminho,

não sei da minha vida,

foi o amor, os olhos,

o medo de ficar tarde ou até noite.

 

 

Busco em meu corpo o teu calor,

a estrela que apagou no meu céu,

não tenho luz, não sinto nada,

volto em busca dos sonhos de antes.

 

 

Chega, não me deixe pensar que é tarde,

vê meu amor no teu corpo, no teu nu,

sê apenas a mulher que sonhei,

e na maldita hora marcada, vem, te espero.

 

 

É Noite, tento não chegar atrasado com a paixão,

não preciso inventar novas desculpas,

já não tenho ruas para fugir,

somente um caminho para encontrá-la.

 

 

Estou confuso com minhas palavras,

um medo idiota persegue meu sentimento,

não ouço tua voz, não tenho o beijo,

quem sabe a paixão foi sonho e passou...

 

 

Caminho devagar na tua direção,

caminho a tua procura, daquela mulher,

caminho vida para continuar vivo,

caminho homem por teu amor.

 

 

26/10/2006



Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 26/10/2006
Código do texto: T274372
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116243 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:42)
Caio Lucas