Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

V O C Ê

Você não é, para mim, um mero acidente
Nos muitos caminhos da vida
Porque você me infunde um amor místico
Uma amizade passional, uma sensualidade pueril

Você que me dirige um olhar indeciso
Você que me pede conselhos
Você que me dá conselhos
Você que diz que preciso me cuidar
Você que se recorre a mim nas horas de tédio
Como uma rosa murcha

Você que com meias palavras
Conta-me uma longa história
Você que se apresenta, olhos vívidos
Com uma grande idéia!
Você que comigo mergulha
Na mesma fonte de ideais e sonhos

Você que me advinha uma resposta
Mesmo que me faça mudo
Você que, pela manhã, parece não ter acordado
Porque está sempre repleta de sonhos
Você que compartilha comigo
A hora inútil do meio-dia
Você que, pela tarde, contempla comigo
O ocaso tingido de ouro e fogo
Afogando-nos num mesmo mar de emoções e devaneios

Você que sabe ser incoerente, sem desagradar
Você que me diz palavrões
Na verdade, desprendimentos de afeto
Você com sua voz soando aos meus ouvidos
Mesmo que você esteja distante
Você povoando minha mente, sempre
Sempre você... você... você...!
Zico
Enviado por Zico em 26/10/2006
Código do texto: T274502

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zico
Capelinha - Minas Gerais - Brasil
53 textos (24028 leituras)
2 e-livros (2996 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:26)
Zico