Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como eu te amo.

Se o telefone te acordar de madrugada,
E minha vóz lhe dizer:
Que sem você eu não vivo.
Não precisa ficar preocupada.
Não vou dizer nada.
Perdi o juizo.

É a saudade que judia e devora.
E assim fora de hora
Então eu lhe chamo.
Não quero esperar o dia amanhecer
Pra outra vez dizer;
O quanto te amo.

Quando estou longe de você fico assim:
Tão descontrolado, tão fora de mim.
Não consigo resistir.
Apesar da distancia que há entre nós;
Outra vez eu ligo, só pra ouvir tua vóz.
Pra dizer que ainda te amo, pra poder dormir.
Sonhar com você.
Pra no novo amanhecer
Conseguir sorrir.

       P.H.S.
Pedro Henrique Sabater
Enviado por Pedro Henrique Sabater em 27/10/2006
Código do texto: T275481
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Henrique Sabater
Wenceslau Braz - Paraná - Brasil, 30 anos
416 textos (61776 leituras)
1 áudios (14 audições)
1 e-livros (190 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:07)
Pedro Henrique Sabater