Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

tufão

a primeira idéia que se tem
é a de que ele passa
avassaladoramente
vem derrubando tudo
demolindo a gente
tudo muito rapidamente
fundiu nossos corações
colocou-nos um dentro do outro
casamo-nos, amamo-nos
como nunca ninguém conseguiu
fizemos tudo na cama
e muito mais no espírito
tivemos uma criança
menina mais bela não houve
brigamos e até discutimos
tivemos crises de ciúmes
perdoamo-nos, voltamos
ainda amando-nos muito mais
tudo isso sem nos tocarmos
sem nos conhecermos direito sequer
amor platônico, o que jamais suportei
“Platão é um senhor idoso
que não sabe de nada”,
foi o que escrevi um dia
fizemos planos, quanta alegria
vivemos toda uma vida de amor
taça de ouro em pedestal de prata
que expressão tão bonita
que tempestade tão ingrata
tudo indo tão rápido
tudo parecendo um tufão
que nos levou de roldão
deixando-a lá pelo sul
e eu aqui pelo leste
deixando só cicatrizes
de dias intensos, felizes
minh’alma devastada ficou
e a dela talvez muito mais
(sabe-se lá o que houve)
e a rua onde nós não moramos
parece que nunca existiu...


Rio, 29/10/2006

obs.: da "trilogia do amor inacabado"
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 29/10/2006
Código do texto: T276509

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144493 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 02:57)