Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Impera a Dor do Amor

É nessa esperança
Que meu corpo frágil
Qual uma criança
Deseja tua presença
Com a fugaz crença
Que é teu o meu amor

Completamente sua sou
De alma inteira nua estou
Da arte uma avidez vontade
De estar e tuas mãos

Por outros fui moldada
Sou obra inacabada
De fugidias desilusões

Curastes a minha dor
Saliva quente
Do teu ser a fonte
Remédio da min’alma
Do mais puro amor.

Acordo e adormeço em ti
Meus sonhos
Nem mais domino
Imperas o meu viver
Deliro neste querer
Que faço por merecer

Agora somente
Degusta meu corpo
A falta do teu néctar
Teu êxtase
Que anseio em permanecer

Presença insuficiente
Deveras dor consciente
Que se deixa transparecer
Que meu amor também sentes.


Nelciene Santos
Enviado por Nelciene Santos em 29/10/2006
Código do texto: T276626

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Textos: Nelciene Santos http://recantodasletras.uol.com.br/autores/poesinel). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nelciene Santos
Cabo de Santo Agostinho - Pernambuco - Brasil, 44 anos
1098 textos (68609 leituras)
1 e-livros (34 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:24)
Nelciene Santos