Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minhas flores: A rosa e a mulher.





Alaridos ecoavam...
O pedido de uma flor,
para notar o ar com mais amor.
Vermelha, em meio campo verde
chamava a minha atenção,
ofuscava os meus outros passos
que não íam na sua direção.
Numa pedra sentado
avistava o horizonte,
adormecendo ao entardecer.
Quando a noite rugia
não sentia a cor da alegria,
o frio vadiava nas pétalas
sem deixar a suave fragrância,
enteirar-se dos pensamentos
que levam a lembrança,
da mulher amante amada.
Distante da casa,
resolvi que no outro dia
a rosa eu mudaria
para mais perto.
Altas horas da madrugada
o perfume invadiu o quarto,
a cor rubrou nas paredes,
a porta se abriu
e Lucimar entrou.
Voltava do médico,
fora tratar duma triste dor,
disse-me que curada estava
e que no caminho colheu aquela flor,
que a iluminou ate em casa.



                     Condor Azul.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 29/10/2006
Código do texto: T276989
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
722 textos (26307 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:38)
Condor Azul