Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0865 - Amo

     

 

 

Amar é meu vício preferido,

alucina-me, deixa perto do céu,

como se voasse e nada houvesse,

ou ela de nada soubesse.

 

 

Quero a mulher, o corpo de carne,

um beijo antes de tudo e depois,

quero a mulher um pouco de alma,

amor como só o amor acalma.

 

 

Amar é caminhar muito mais sozinho,

é desejar sem pedir, sem ao menos saber,

é seguir desacompanhado,

enquanto o sempre espera do lado.

 

 

Não se sabe o porquê do amor,

são perguntas jamais respondidas,

amo um pedaço a cada amanhecer,

não anoiteço o amor, pra depois renascer.

 

 

30/10/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 30/10/2006
Código do texto: T277615
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116248 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:15)
Caio Lucas