Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mudança

Hoje, passo por ti
indiferente,
eu que um dia te amei
ardentemente
e pensava nunca te esquecer.

Hoje, passo por ti,
indiferente,
como um pombo que não mais deseja
bicar as sobras do alimento.

Hoje, pergunto a mim
o que vi em ti,
se não tinhas nenhum encanto
a não ser a beleza física
que o tempo já se encarregou
de destruir.

Hoje, estou muito contente
porque te esqueci,
porque te perdi
e o vento carregou
todas as suaves lembranças
que, um dia,
tive de ti.
Nadir de Andrade
Enviado por Nadir de Andrade em 02/11/2006
Código do texto: T279833
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadir de Andrade
Barreiras - Bahia - Brasil
134 textos (6224 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:11)
Nadir de Andrade