Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DENGO ...






        DENGO ...
     Nídia Vargas Potsch

Quero um alento
absurdamente novo.
que me dê colo aconchegante
e muita atenção.
Seja estimulante, saiba acarinhar,
atinja o coração.
Preciso de um "denguinho"
de puro e suave carinho
que me leve em torvelinho
a sair deste velho caminho.
Perpasse o vento frio
que acolhe
a  febre melancolica
que abrasa meu peito.
Me aninhe em seu regaço,
com um forte abraço
pra me reanimar ...
Desejo me livrar deste escaninho
onde estou a me ocultar.
Tenho que ir à luta, voltar a jogar
e a vida enfrentar ... se a dois, melhor será ...

 Teria você um dengo igual pra me dar ...?


Nídia Vargas Potsch
@Mensageir@
Rio, 14/10/2006
Nídia Vargas Potsch
Enviado por Nídia Vargas Potsch em 03/11/2006
Código do texto: T281044
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nídia Vargas Potsch
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
293 textos (29538 leituras)
3 e-livros (45 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:15)
Nídia Vargas Potsch