Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
corra bebê, corra


o amor pode te alcançar quando menos você espera
na calçada da fama ou na esquina da escola
debaixo da velha arvore ou da sacada vitoriana

e os sinais você faz que não vê
você foge deles como quem não quer mais sair desse sonho
e tudo isso vem até você
você querendo ou não


o amor pode ser assim tão legal
se você esta em paz consigo
como bala que te acerta na rua escura de dia
como alguma criança de colo que sorri pra você no meio das pessoas


então corra meu bebe, corra
as soluções virão quando você já não estiver tão atrelado a elas
quando você estiver em plena paz consigo mesmo
e nem que isso demore
talvez esse seu amor esteja orando por você e você sequer o sabe!


o amor pode ser assim tão fatal
como quem não quer se inebriar nele
mas não há como escapar
porque ele é parte de você
seja você quem for
ou quem jamais pense em ser
olhe para os lados e veja se realmente
esses teus conceitos ultrapassados te fazem feliz
se ela é ou não é a chave da sua alma
ou se você prefere mesmo errar noites e noites em ruas escuras
-novamente-


o amor pode te tocar cada vez mais alto
se você acordar de manha com o pé direito
e dizer q si mesmo que está pronto para amar


o amor pode transformar sua vida
se fosse finalmente parar de correr contra essa sua imagem no espelho


pode ser tão leve amar
que você irá querer repetir esse feito vezes e vezes ao ano
ou uma vez a cada 6 anos
talvez seja a grande solução da sua vida
talvez seja o teu passatempo enganador
talvez você esteja tão certo
que o medo de te domar vem de cara
talvez seja só mais uma anedota de teus doces sonhos
é só esperar pra ver
no que realmente isso tudo vai dar
enquanto a esperada hora não chega
ame sem medidas
e corra apenas em sua mente
e não tenha medo de seguir em frente


eu só desejo a paz
a minha tão terna paz
e que ao meu redor todos corram para o amor
e que de mim seja feita a Vontade Maior


não vejo verdade em minhas palavras
nem caminhos assim tão claros
se você quer assim, eu aceito amado mestre
só não me faça palpitar dolorosamente
se eu tiver que correr de meu amado amor...
-sem eu querer...-

Rônaldy Lemos
Enviado por Rônaldy Lemos em 04/11/2006
Código do texto: T281704
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rônaldy Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
1173 textos (70531 leituras)
70 áudios (455 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:19)
Rônaldy Lemos