Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INEXPLICAVELMENTE

Inexplicavelmente
Você apareceu.
E, com seu jeito doce,
Sem querer, me convenceu,
A ter um novo olhar
Profundo por alguém,
Que antes de me amar
Tinha sofrido assim também!

Inexplicavelmente
O amor aconteceu.
E, como todo amor,
Chegou mansinho e cresceu.
Foi lindo amar você.
Você me amou também!
Amor assim tão grande
A gente não tem por ninguém.

Inexplicavelmente
A vida me ensinou
Que em dois corações
Sofre mais quem mais amou.
Acho que amei demais.
Você não compreendeu
Que veio o grande amor,
Só você não percebeu!

Inexplicavelmente
Você não se lembrou
Viver o grande amor
É muito mais do que sonhou.
O amor vem num instante.
Remexe a vida da gente.
Não há amor distante.
Inexplicavelmente.

Inexplicavelmente
Você não disse nada
Deixou-me lentamente,
Com a alma abandonada
Mandou só um recado,
Um bilhete somente
Que não tinha me amado,
Inexplicavelmente!

27.10.06
Paulo Sergio Medeiros Carneiro
Enviado por Paulo Sergio Medeiros Carneiro em 04/11/2006
Reeditado em 04/11/2006
Código do texto: T281969
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Sergio Medeiros Carneiro
São Paulo - São Paulo - Brasil
63 textos (9678 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:25)
Paulo Sergio Medeiros Carneiro