Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Olha os meus braços, moça

Lembra-se, lembra-se, lembra-se
Grande, nosso amor é grande
Lembra-se, Anjo, das tuas asas
Lembra-se, não me convoques castidade
Lembra-se, não dispense a felicidade.

Lembra-se, sou um só
Lembra-se, não consigo lhe satisfazer
Mas, lembra-se, tento sempre fazer
O que melhor de mim se tira
A verdade mesmo que dolorida.

Lembra-se, teu corpo é belo
Lembra-se, tua alma me faz bem
Lembra-se que o contrário é verdadeiro
E a recíproca também
Lembra-se, o amor tem um nome, Elen.

Lembra-se, não existe rima pro teu nome
Mas, é dele todo feita a poesia
Pois sem as belas almas
O que de puro carregariam as letras?
Fetiches, confetes, votos, facetas?

Lembra-se, Anjo, deixa comigo
E enlouqueço por nós dois
Nunca se desespere
Lembra-se, o medo é inimigo do abraço
Meus braços, olha os meus braços, moça.
Andrié Silva
Enviado por Andrié Silva em 04/11/2006
Código do texto: T282068

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrié Keller ( baadermeinhofblues@hotmail.com ) Brasil - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andrie). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrié Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
912 textos (98442 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:58)
Andrié Silva