Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AGENDAS ANTIGAS

De vez em quando me vejo buscando o passado,
Algum sorriso de outrora, ou tristeza para agora.
De vez em quando me pego a vasculhar a vida
Em uma ou outra das tantas agendas antigas

Outro dia achei uma mensagem tua,
Tão antiga quanto antigo está nosso amor saudoso.
Falava de coisas duradouras – e eternais
É certo que nem te lembras mais.

Coisas tão doces me escrevias,
Quanto amargor hoje mora em meu coração.
Logo, esta nova mensagem antiga,
A qual jamais eu lera,
sem sentido se fizera.

Todavia, vivo inconformado ainda...
E tu, já nem lembras mais de mim.
Quantas vezes me fizestes crer na ilusão eterna,
que a solidão não mais podia me alcançar.

Depois tu mesma me jogou no abismo,
Onde a escuridão ainda me encobre.
Em desespero, tento daqui sair,
mas a vida desmorona sobre mim.

Sucumbo ao rigor de vinganças insanas,
Todavia, espero ainda um milagre,
mas não sei por quanto tempo vou suportar a espera.
Brilhante na Glória
Enviado por Brilhante na Glória em 06/11/2006
Código do texto: T284027
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Brilhante na Glória
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil, 50 anos
44 textos (2237 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:03)
Brilhante na Glória