Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À tua alma nua e crua

Quero estar contigo nas horas insensatas,
Nos breves momentos,
Nas curvas de uma estrada,
Na alameda neblinada,
Entre as nuvens te amar.

Quero ser teu poente sol,
Teu colibri, teu rouxinol,
Teu abre-alas de amar,
Tuas cócegas infantis,
Teu anjo negro mais vil,
Teu louco repousar.

Quero ver em teus olhos a luz do viver
A tua pele ouriçada pedindo chamego,
Teu colo: meu leito de deleite sem fim.

Quero a brisa dos teus ais a seduzir meus ouvidos,
Tuas pernas me conduzirem ao teu fogo de paixão,
À tua alma nua e crua.

C.A.D. S.T.C.
Rodrigo Messias Cordeiro
Enviado por Rodrigo Messias Cordeiro em 08/11/2006
Reeditado em 08/11/2006
Código do texto: T285241

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Por R. Messias Cordeiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodrigo Messias Cordeiro
Feira de Santana - Bahia - Brasil, 33 anos
276 textos (13646 leituras)
9 áudios (1184 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:59)
Rodrigo Messias Cordeiro