Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DE DORES E AMORES

Eu te desejo
Tu me adoras
Ela me ama
Nós nos evitamos
Vós me odiais
Elas me esquecem

Eu te adoro
Tu me amas
Ela me evita
Nós nos odiamos
Vós me esqueceis
Elas me desejam

Eu te amo
Tu me evitas
Ela me odeia
Nós nos esquecemos
Vós me desejais
Elas me adoram

Eu te evito
Tu me odeias
Ela me esquece
Nós nos desejamos
Vós me adorais
Elas me amam

Eu te odeio
Tu me esqueces
Ela me deseja
Nós nos adoramos
Vós me amais
Elas me evitam

Eu te esqueço
Tu me desejas
Ela me adora
Nós nos amamos
Vós me evitais
Elas me odeiam.

Nós nos evitamos. Nós nos odiamos. Nós nos esquecemos. Nós nos desejamos. Nós nos adoramos. Nós nos amamos.

Tu me adoras. Tu me amas. Tu me evitas. Tu me odeias. Tu me esqueces. Tu me desejas.

Eu te desejo. Eu te adoro. Eu te amo. Eu te evito. Eu te odeio. Eu te esqueço.

Não! Eu não te esqueço! Eu não te odeio. Eu não te evito. Eu não te desejo. Eu não te adoro. Eu não te amo.

Sim! Eu te evito. Eu te odeio. Eu te esqueço. Eu te desejo. Eu te adoro. Eu te amo!

Mas! Eu me odeio. Eu me esqueço. Eu me desejo. Eu me evito. Eu me adoro. Eu me amo.

Então! Tu me desejas. Tu me evitas. Tu me adoras. Tu me amas. Tu me odeias. Tu me esqueces.

09.11.06

Comentários do autor

Em nossos relacionamentos conjugamos muitos verbos. Às vezes, um de cada vez. Às vezes, combinados. Às vezes, simultaneamente. Aqui os verbos Desejar, Adorar, Amar, Evitar, Odiar e Esquecer são conjugados simultaneamente. Mudam-se os sujeitos. Para cada parte do poema os verbos são trocados pelo seguinte da lista, como numa corrente de elos entrelaçados, formando um jogo de palavras e de frases, mudando o sentido. O mesmo verbo, conforme o que se lhe antecede e o que se lhe sucede, ganha novos significados. Na conclusão, frases negativas ou afirmativas trazem, novamente, outros significados.
Leia o poema novamente, em voz alta, pausadamente. Interprete a frase dando a entonação que daria se estivesse dizendo-a a alguém. Surpreenda-se! Nosso idioma é versátil e belo. Nossa imaginação também é!
Paulo Sergio Medeiros Carneiro
Enviado por Paulo Sergio Medeiros Carneiro em 09/11/2006
Reeditado em 09/11/2006
Código do texto: T286411
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Sergio Medeiros Carneiro
São Paulo - São Paulo - Brasil
63 textos (9680 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:37)
Paulo Sergio Medeiros Carneiro