Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SUPERMAN




Eu vou te olhar mesmo assim distante
com a minha visão mais além, raio – x
quem sabe eu descubra neste instante
o que a faz realmente tão feliz.

Se tu soubesses o “S” do meu peito
perdeu o brio, a força, a glória da razão
toda humanidade vai saber do jeito
que o “S” agora são sombras,sonhos, nada,solidão!

Mas eu luto, desesperadamente luto
contra o meu pensar que não te evita
mas teu domínio é tão absoluto
que tem sido este mal, criptonita.

As noites quando vôo pelos ares,
a minha alma suspira e geme
o vento sussurra em meus ouvidos
teu nome imortal, Lois Lane.

CARLOS HENRIQUE MATTOS
Enviado por CARLOS HENRIQUE MATTOS em 09/11/2006
Reeditado em 09/05/2009
Código do texto: T286980
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CARLOS HENRIQUE MATTOS
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
113 textos (3994 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:30)