Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SILVANA

Através da janela entreaberta
O vento invade o interior, tocando os seres...
Seus cabelos dançam e o momento se enfeita.
O Luar calidamente percorre o rosto escondido,
Mostrando seus traços – indefinido.

O olhar se desvia daquele que te admira...
Medo ou paixão?
Sua pulsação pode ser sentida pelo amigo.
“Qual é o segredo guardado consigo?”

As paisagens mudam.
Palavras se perdem no ar,
Enquanto o relógio avisa que o tempo se extingue.
!Até quando vai aturar?”

As mãos das horas não podem esperar,
Mas você as derrota com sua inocência.
Sua voz corta o silêncio – melodia
Soa cheia de vida e alegria.

“O que me atrai?”
Talvez seja seu jeito de Ser – ternura.
Tantos sonhos diurnos com a princesa,
Transmitindo a sua viva imagem – brandura.

“Paixão é para os tolos” - disse um sábio.
Se isso é verdade, sou um deles – estranha natureza.
Como o Sol ao raiar é um espetáculo fascinante,
Assim te comparo,
Apesar das surpresas a surgirem – sua beleza!
Denilson Neves Rampin
Enviado por Denilson Neves Rampin em 10/11/2006
Código do texto: T287229
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Denilson Neves Rampin
Várzea Paulista - São Paulo - Brasil, 50 anos
42 textos (684 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:14)