Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0879 - Tua boca



 

 

Escorre da tua boca meu sabor,

ficam traços entre os dentes,

depois do inquieto caminhar dentro de ti,

é razão, com razão da minha loucura.

 

 

Deixo teus lábios esperando um instante,

mordiscado, avermelhado dos meus,

gulosos dos meus desejos provocantes,

até que engolido se fecham ao meio.

 

 

Molhe com a língua o redor da boca,

atrevida, faz-me sonhar um desejo,

depois, tantos mais,

enquanto não explode meu o teu gozo.

 

 

Volte o rosto, o beijo, atenda o pedido,

corra meu corpo beijando pele afora,

arraste teu sabor misturado ao meu,

respondo com a minha na tua louca boca.

 

 

10/11/2006

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 10/11/2006
Código do texto: T287614
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116239 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:30)
Caio Lucas