Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AO GOZO DELIBERATIVO

As tardes acomodam vãs inspirações.

O ocaso transparece tezes incomuns.

O cair da noite adrenaliza ainda mais e anseia o prazer.

O vinho escorre pela taça, que escorre pelo corpo,

Que escorre para os lábios, que escorre pela alma.

O riso mixado a profunda concentração:

Tentativa de fazer o melhor.

Abrem-se pernas, contraem-se ancas,

Tudo é prazer, tudo é luz, é vida.

Agarrões fortes, disritmia translúcida,

Urros sagazes, morte iminente, desencarne instantâneo.

Por fim um abraço apertado, um beijo molhado,

suspiro cansado, olhos alegres concentrado.

A madrugada carrega consigo gozos antigos.

A alma delibera felicidades tantas.

A aurora decide vir e acordar sonoramente aqueles corpos.

O nascer do dia revela a reencarnação.

Estão vivos novamente - Ressuscitaram.

Rodrigo Messias Cordeiro
Enviado por Rodrigo Messias Cordeiro em 11/11/2006
Código do texto: T288129

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Por R. Messias Cordeiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodrigo Messias Cordeiro
Feira de Santana - Bahia - Brasil, 33 anos
276 textos (13646 leituras)
9 áudios (1184 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:13)
Rodrigo Messias Cordeiro