Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Intervalo

Intervalo

Não há mais nada a ser dito.
As palavras funcionaram como um prólogo já superado
Agora são mãos explorando corpos,
Bocas ávidas e sedentas de amor
Corpos que se buscam e partes que se encaixam.
Místico ballet do amor.
Gemidos e sussurros ressoam soberanos
Os olhos que se fitam e se enamoram falam de sentimentos,
São a parte teórica de uma prática sem fim ...
Após a explosão de prazer advém o repouso.
O carinho e a volta triunfal das palavras
Declarações explícitas e exaltações ...
Não há espaço para o silêncio após a divisão física do prazer,
a glorificação do bem-querer.
O ato de amar é o intervalo entre os discursos de sedução e exaltação.
É a vida fluindo da teoria
É a letra se encaixando perfeitamente na melodia ...
É o dia a dia ...

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade
Enviado por Leonardo Andrade em 11/11/2006
Código do texto: T288134

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leonardo Andrade
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1568 textos (71178 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:31)
Leonardo Andrade