Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CANIBAL

Do lobo emprestei os dentes / para não fazer feio à mesa /
Para comer com nobreza tuas carnes quentes / com cereja /
Certamente belos dentes ousados a conhecer-te por dentro /
Um punhado de curry / salsão / e outro tanto de coentro /
Quero ver-te macia como patê de faisão / és um monumento /
Que merece ser comido / lambido / inteiro / sem feijão /
Em meio à festa e goles / muito te amarei antes tanto /
Que te deixarei mole / lânguida perante meu encanto /
Te comerei / sim / com aipo / flambada sobre meu prato /
Com apetite voraz engolirei-te em saboroso repasto /
E ante à súcia em busca de meu autógrafo bestial /
Apresentarei-me com honra: seu amado canibal.














 


Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 11/11/2006
Reeditado em 14/11/2006
Código do texto: T288559

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6768 textos (102472 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:51)