Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAIXÃO

PAIXÃO

I

Se sofreres qualquer paixão, espera que se arrefeça a chama do coração;

Mas não esqueça no que você vive num mundo de expiações, põe treta,

Se o homem é de brasas, você se amarra, se torna em plumas de algodão.

Para certos consulentes, és divina e reluzente só para a gente que te ama de muitão.

II

Mulheres de muitos negócios enlouquecem a gente, e de repente parece obsessão.

Maltrata o coração, bendita, elegante, bonita, arrebita é de enlouquecer de prazer;

Só em ver dá palpitação amarrota o coração e boquiaberto ficamos tremendo de emoção.

Na conquista da fortuna, muitas vezes aparece o modelo conforme o dono quer oferecer.

III

Prazer, amor, glamour e as honrarias do mundo, guardam
esta nota travessa,

Mais que depressa pensamentos traçados no dia-a-dia ela é minha nunca vi uma medalha.

Parece fornalha esquentando nosso sangue, parece um enxame destruindo o coração, mais que depressa;

Peça, das honrarias do mundo, do amor mais alto e mais lindo afeição que se procura não se esbarra.

 IV

Amor puro, amor que eu vejo, eu te desejo, tudo que quiseres, é preciso saber.

Conquista ditosa e bela, é uma aquarela de encantos mil, mas é preciso saber o que fazermos com ela;

Liberdade vem a ser, o prazer de um ser somado a dois, não é feijão com arroz é querer.

Falando com o amor livre, onde esse amor se declara se amarra nos une cada vez mais, deixamos tudo para trás sem ninguém perceber.


ANTONIO PAIVA RODRIGUES--MEMBRO DA ALOMERCE E DA ACI.






Paivinhajornalista
Enviado por Paivinhajornalista em 11/11/2006
Código do texto: T288701
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paivinhajornalista
Fortaleza - Ceará - Brasil
2096 textos (760135 leituras)
1 e-livros (161 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 17:08)
Paivinhajornalista