Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Promesas de amor...

Que me adiantam as horas de agora,
se elas são só solidão?
Que me adiantam estas mãos de agora,
se elas apenas acenos são...
Que me adianta esta boca,
estes lábios,
se apenas espargem palavras loucas?
Palavras roucas, soltas na amplidão
que nos separam agora!
Que me adianta este velho e teimoso coração?
Que teima em sentir, por ti,a mesma paixão!
Que vibra ao menor aceno de uma lembrança tua,
que te procura, na mais intima recordação!
Levas em tuas mãos as minhas alegrias,
em teus lábios as minhas mais doces sensações...
Levas em teus seios,
os meus mais loucos desejos, minhas loucuras...
Levas em teu corpo as sensações de meu corpo!
Levas contigo meus desejos, meus sonhos e minhas esperanças
e nem se apercebes disso!
Ah! O amor não deveria desembocar nisso...
Tão profunda solidão e mágoa!
Amar não deveria correr tal risco:
Ver-se só na beira duma estrada!
As nossas promessas de amor deveriam ter-se confirmado;
numca deveriam ter sido apenas promessas de namorados...
Que as balburciam, entre suspiros, e beijos molhados,
entre volupias dos sexos enlouquecidos...
Esquecidos que o amor não se firma em promesas,
e que as promessas precisam de dois seres comprometidos entre si,
e os acordos, não podem, nem devem ser apenas sussurados!

Edvaldo Rosa
12/11/2006
WWW.SACPAIXAO.NET
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 12/11/2006
Reeditado em 12/11/2006
Código do texto: T289363
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Edvaldo Rosa
São Paulo - São Paulo - Brasil, 55 anos
1727 textos (173762 leituras)
23 áudios (10650 audições)
35 e-livros (8978 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:03)
Edvaldo Rosa

Site do Escritor