Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

360°

Sua boca fala,
a minha se cala.
Seu corpo me toca
e o meu nem se toca
que é tudo mentira.

Seu corpo me inspira,
o meu já não respira
do seu lado perco o ar,
mas no fim sei que vai passar.

Sua voz me acalma
manda embora minha alma
me tornando zumbi
nem reclamo, mesmo sem alma
declamo versos ao avesso pra quem
ainda amo e nunca esqueci.

Seu toque divinal
me deixa bem, bem mal
mesmo sem saber,
o que isso quer dizer
afinal.

Seus olhos penetrantes
tornam meus dias angustiantes
dias de dois amantes
acostumados com o vazio.

Seu jeito tão perfeito
mesmo você sendo o próprio defeito,
me leva a profundezas
e mesmo nesse mar de tristezas
a melhor coisa é saber
que mesmo ditante
você ainda vive!(07/11/2006)
Donatello Abrantes
Enviado por Donatello Abrantes em 12/11/2006
Código do texto: T289486
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Donatello Abrantes
União da Vitória - Paraná - Brasil, 29 anos
37 textos (2967 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:07)