Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIDA CASTA

 Meu bem claro que te quero
e no silêncio te espero
mesmo sabendo que é em vão.
Sinto ter te conhecido
meu peito tão doído
resplandece paixão
Não quero pensar
nem quero ficar
com você
Ainda te amo afinal
meu bem meu mal
não é possível entender.
Te amo e estou estagnado
fiquei bem mal acostumado
a ser só mais um.
Nem tudo que parece, é
já não sei o que você quer
coisa absurda e fora do comum
A você devotado
silêncio perturbado
não vou me acostumar.
O teu nome em tudo ressoa
eu mais uma pessoa
que dis te amar
Talves isso seja praxe
mas calma relaxe
uma noite a seu lado me basta
Mesmo em recinto de ilusão
o amor é mais que paixão
estranha vida idiota, vida casta!
(23/10/2006)
Donatello Abrantes
Enviado por Donatello Abrantes em 12/11/2006
Código do texto: T289490
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Donatello Abrantes
União da Vitória - Paraná - Brasil, 29 anos
37 textos (2967 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:49)