Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PALAVRAS DO AMOR

Eu sou a sua cocaína!
É! Eu sou sim.
Aquela do fim da noite,
do meio da tarde
e também a do início do dia.

Eu sou o seu cigarro!
É! Isso mesmo, meu bem!
O primeiro trago do dia
ao ultimo da noite,
que me traz esperança na cama.

Eu sou a sua bebida!
Claro! Por que não, meu bem?
O primeiro copo ou gole do dia
e também o último da noite:
o último, que é o primeiro também.

Não sou o primeiro
e muito menos o último dos seus vícios.
Sou a sua necessidade!

Sou aquele que traz
um pouco de paz
- e tranqüilidade.

Sou aquele em que você descansa,
enquanto deita-se na cama.


Poesia selecionada para a Antologia Póética "Versos Dispersos", de 2006, realizada pela Câmara Brasileira de Jovens Escritores do Rio de Janeiro.
ADAMS ALPES
Enviado por ADAMS ALPES em 12/11/2006
Reeditado em 06/09/2008
Código do texto: T289536

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ADAMS ALPES
Caçapava - São Paulo - Brasil, 33 anos
29 textos (1531 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:07)
ADAMS ALPES