Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O DESENCANTO DA SEPARAÇÃO



Envolvidos pela névoa
Que elevava a desconfiança,
Um turbilhão de animosidades
Pairou sobre nós,
Interceptando o momento,
Alterando nosso destino.
Nunca mais o amor me sorriu.
Meus dias tornaram-se maçantes,
Desterrados e nebulosos.
Quando a noite chega,
Traz consigo o desamor.
A apatia me envolve na dor,
O orgulho devolve o rancor.
A manhã cinzenta assusta.
Num soluço, o choro da perda,
Perfazendo um cenário caótico,
Sombrio e deveras, desolador.
Meu silencioso coração
Resignado pelas intempéries,
Emudeceu, completamente estático.
Paulo Izael
Enviado por Paulo Izael em 29/06/2005
Código do texto: T29170
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Izael
São Paulo - São Paulo - Brasil
206 textos (27425 leituras)
1 áudios (171 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:28)
Paulo Izael

Site do Escritor