Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DÔO MEU CORAÇÃO.

Ele está em perfeito estado de conservação.
Já foi habitado várias vezes , e tem alguns arranhões.
Mas sua marcas valem para lembrar, que já pulsou intensamente.
Que já lutou bravamente, e amou freneticamente.
Dôo meu coração, mas para quem quiser morar terá que seguir algumas regras.
Não desarrume seus cômodos, deixe tudo no lugar.
Não feche as portas, nem janelas.
Não ponha amarras, nem cabrestos.
Abras sempre as janelas, deixe a brisa entrar.
Dôo meu coração, mas sem nenhuma razão.
Dôo meu coração porque quero compartilhar  com  você as coisas boas da vida.
Quero que juntos possamos ver o vôo do beija-flor.
Quero ver os primeiros raios do sol, um arco-íris, depois da tempestade.
Quero que dois se tornem um.
Quero que sejamos um cântico, sons românticos.
Não quero me preocupar com o tempo.
Só quero viver todos os momentos.
Mas te peço, por favor.
Que se fores embora algum dia.
Não batas a porta.
Deixe-a semi aberta.
Por que mais uma vez vou doar meu coração.
MARIEL BENAION
Enviado por MARIEL BENAION em 15/11/2006
Reeditado em 18/07/2013
Código do texto: T291710
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MARIEL BENAION
Manaus - Amazonas - Brasil
110 textos (15103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:28)
MARIEL BENAION