Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema empoeirado
Águida Hettwer


A palavra estendida no papel, candura nos versos,
Em contornos do entardecer,
Luzes brotam ao longe no íntimo submersos,
À noite visito teus sonhos fazendo-te emudecer.


Desfruto do teu perfume ao vento,
No âmago do poema, sussurros e medos nivelem,
Valentia e ardor exaurindo alento,
Na força dos extremos, dilemas supremos protelem.


No silêncio divago, recordo-me as fantasias que realizei,
Joguei os pensamentos na areia fina,
Quisera decifrar-te, em perfume de flor materializei,
Vibrará em cada raio a luz repentina.


Poema empoeirado transcorre no tempo sentimento aflorado,
Brisa suave embala as flores de um canto para outro,
Canção que a chuva compôs, num templo sagrado,
Em carícias trocadas, em teu regaço dos prazeres me alastro.


15.11.2006







Águida Hettwer
Enviado por Águida Hettwer em 15/11/2006
Reeditado em 15/11/2006
Código do texto: T291722

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Águida Hettwer
Sapiranga - Rio Grande do Sul - Brasil, 42 anos
1258 textos (116374 leituras)
15 áudios (2138 audições)
6 e-livros (2257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:11)
Águida Hettwer

Site do Escritor