Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nova Gênese

Nasceu por trás daqueles rios
Os mais tangentes à serra
Que cortam a várzea da terra
E deixam os ventos frios

E úmidos ficam tanto quanto
Os lábios d`Elen naturais
Vermelhos quão vinhos termais
Como meus olhos em pranto

Mas, não prantearam jamais
Pois, ela foi pioneira ao nascer
Antes da fúria e do mal-querer
Nasceu sob a sombra da paz

Então eu sempre fui feliz?
Não, não é exata verdade
Pois, não a tempo o que eu quis
Fez-se de imediato realidade

Ouviste meu choro quando vim?
Ao mundo aos prantos apareci
Pois te procurei quando nasci
E você estava longe de mim

Correram então as águas capilares
Nas minhas veias o teu sangue
Fizeste parte da minha alma, ares...
Fui atmosfera... Imensos mares

E, assim, salguei a terra fértil
Extingui a flora que existia
Deste novo ar àquela estéril
Deste ao mundo mais alegria

Nasceu então flora, da terra
Os rios voltaram fortes
A serpentearem as serras
Ter-te é, do mundo, a maior sorte.
Andrié Silva
Enviado por Andrié Silva em 15/11/2006
Código do texto: T291835

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrié Keller ( baadermeinhofblues@hotmail.com ) Brasil - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andrie). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrié Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
912 textos (98495 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:57)
Andrié Silva