Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEMPRE          

E os dias passam...
As folhas caem,
o sol se põe,
a noite chega
fria.

As fotos estão no álbum,
os velhos poemas anotados.
Leio-os!
Um poeta chinfrim...
Mas tão mais livre!

Hoje, me prendo a regras,
a escolhas de palavras:
parir um poema 
parece mais doloroso.
Mas um tanto melhor.

E entras no ambiente.
Iluminas tudo.
Os detalhes do quarto,
o silêncio.
"Esse poema dediquei a ti, lembra?"

O teu sorriso!
"Que poema mal feito!", dizes.
"Mas perfeito, definitivo", completas.
E eu:
"vale a pena ser poeta!
Mesmo um poeta vagabundo,
sem eira nem beira,
useiro e vezeiro
na arte do lugar comum".

E o teu beijo
afasta as cadeias
sempre!

Francisco C
Enviado por Francisco C em 16/11/2006
Reeditado em 16/11/2006
Código do texto: T292742

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.franciscocampos.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco C
Porto Velho - Rondônia - Brasil, 48 anos
363 textos (25681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:34)
Francisco C