Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao longe...

Trama o por do sol pulcro, um exímio ocaso!
Extraindo do olhar nevoas dum passado triste
Na certeza de não mais negar o seu descaso,
E num parco aludi enfrenta a dor que persiste...

Coruscando a primeira estrela trilhada no riso
Do agonizar abatido, pensando ver que sorriste.
Quando a lua despontou na imensidão que friso
Galopavas no satírico gabando-se do contriste...

E aragem ateou ao longe o tormento primeiro
Esperançando a aura, secando do ser a lágrima,
Execrando do imo a agonia dum amor matreiro.

Ao flanar a maré crespa, a lousa disse quem ama,
Aquém do nebuloso assinalado no despenhadeiro
Investe na solicitude, catando as conchas na lama!


“A Poetisa dos Ventos”
Deth Haak
16/11/2006 

Leitura recomendada:
" Buscando o Outro..."

Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 16/11/2006
Código do texto: T293087
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65347 leituras)
50 áudios (9715 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 19:58)
Deth Haak