Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

dia décimo-primeiro

um segundo no meu quarto
diante do computador
sinto uma puta dor
(recorrência tão vulgar)
de não a encontrar
naquela porra de tela
eu que tanto fudi ela
ou melhor digo, fui dela
não da tela mas da minha
índia linda paranava
onde é que tu estavas
quando vim da ribanceira
para pela vez primeira
me escorrer pro mei’ do mar
eu que nunca quis nadar
sem ter alguém ao meu lado
ou ao menos o safado
desse meu computador
o prestidigitador
de uma dor que se escondeu
no interior de mim


Rio, 11/11/2006
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 18/11/2006
Código do texto: T294464

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144476 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:07)