Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu: Sede, Você: Água


Estava sedento no deserto da solidão,
E tu vieste a mim com um sorriso no teu semblante,
Mulher, vieste sorrateira, delicada e provocante,
Retirando-me então da minha desolação.

Saciaste-me com a límpida água do amor,
Sem exigir nada em troca além da minha companhia,
E livrando-me com sucesso de toda a minha agonia,
Hoje, saciado e feliz, chamo-te de flor.

Flor que nasceu na lagoa do oásis do amor,
E que deu cheiro e cor a minha cinzenta existência,
Mas, enfim, saciaste-me no líquido da tua essência,
Sim, sei, sou sede, você água, nesse amor.



Todos os Direitos Reservados pelo Autor.
Fábio Pacheco
Enviado por Fábio Pacheco em 20/11/2006
Reeditado em 21/11/2011
Código do texto: T296057

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Pacheco
Recife - Pernambuco - Brasil
1095 textos (55961 leituras)
10 áudios (233 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:54)
Fábio Pacheco