Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0889 - Hoje



 

Hoje vou fingir meus sentimentos,

da vida, do destino,

quero enganar o engano,

passar a dor, sarar meus desejos,

sentir apenas o que me agrada.

 

 

Hoje não vou sonhar, quero vida,

não vou escrever, ler, rabiscar,

nem ao menos um rascunho,

vou juntar as duas mãos e levar ao alto,

não para implorar, mas oferecer.

 

 

Hoje vou cantar, orar um pouco,

chamar um deus, um santo talvez,

não vou pedir milagre, nem nada,

quero falar do mundo, saber do homem,

não de um, da razão, da vida.

 

 

Hoje vou caminhar meus pensamentos,

ir sem olhar aonde estou indo,

sentir o perfume da noite,

o sereno caindo nas folhas das arvores,

parar o coração um segundo e depois...

 

 

Hoje preciso que o sonho deixe de ser sonho,

que as promessas se cumpram no todo,

a luz ilumine a paz do meu amanhã,

que eu não implore os beijos, a paixão,

para que me amem e meu amor não seja meu.

 

 

20/11/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 20/11/2006
Código do texto: T296534
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116252 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:19)
Caio Lucas