Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Porque tudo é amor...

quero ser poeta!
a minha linguagem desconhece e espanta!
e espantado fica o passo de quem segue
e de quem e fica e não se move e escorre

por entre estrelas o sorriso que traz
na mala àquele resto de sonho não vivido
escorrega em palavras não ditas conscientemente
quero ser poeta, apenas!

tragam-me penas, casas, ouros e afins...
tragam-me casas onde possa morar e não sentir dor!
o amor... tragam-me amor, não quero mais nada
e dou de presente minha mala com restos de sonhos não vividos

porque tudo é amor... e qualquer coisa!
dhália
Enviado por dhália em 20/11/2006
Código do texto: T296661
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dhália
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (5113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:29)
dhália