Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0891 - Partida




Traz o carinho que prometeu, o afeto, traz o amor,
traz o que eu preciso na forma de mulher, assim peço.


Preciso ir além deste céu que um dia me apresentou,
quero viajar sem destino como se fosse um cometa.


Guardarei o sorriso pra depois do beijo,
enquanto caminho a procura do meu outro mundo.


Levarei sua imagem por entre meus poucos segredos,
protegida do adeus e das madrugadas frias de inverno.


Estou à procura do dia, do clarão da manhã,
o eterno me seduz, não quero apenas estar vivo.


Sinto a noite como promessa de alguma vida,
o querer amar mostra no peito, nos olhos o amor.


Volto poucos momentos antes do nascer da lua,
compartilho com todos pedaços da paixão que herdei.


Hoje recordo os caminhos que sonharam pra mim,
os amigos, as amantes, os filhos, até o Deus.


As palavras têm perfume, às vezes de rosa,
outras carregadas de jasmim, muitas de estrume.


Guarda sua alma entre o seu e outro peito,
junto ao coração que te ama, junto e não dentro.


Haverá momentos que tudo apaga do pensamento,
é quando o amor muda, vai do coração e do peito.


Muitas vezes a primavera é só um dia, outono são meses,
a felicidade são segundos apenas e se faz quase eterna.


Deixo um pouco da minha amizade colada no espelho,
que deste reflexo se multiplique até espalhar pelo mundo.


Precisamos de todos os momentos, bons ou ruins,
reencontraremos sempre cada pedaço, a vida são longos dias.


Antes de partir, deixo uma rosa, uma pequena flor,
seu perfume vem pela manhã, como a esperança em um olhar.


21/11/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 21/11/2006
Código do texto: T297380
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116253 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:38)
Caio Lucas