Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lalá

Mais um texto redigido, mais uma idéia acabada.
Lembro de você na sala, lembro de você passada.
Noites de chuva, vivemos a primavera, noites de chuva, me contes de onde viera?
És de São Paulo, minha musa, é de São Paulo, uma cidade confusa.


Hoje acordo e não quero dormir
Você é, você quer sentir
Vejo-te nas linhas, de mais pura ótica
Admiro seu ser, ó mulher erótica...

Sempre me segues, estou a te olhar
Puros desejos desejam transar
Sempre te vejo, ali você está
Ao meu alcance, mas nem sequer um olhar

Lalá, Laila, Laura, leia
Essa mulher que me espreita
Aos enigmas faço eu
O apelar do nome teu

Você não viu, você não vê?
Por entre palavras está você.
Será que viu? Será que vê?
Tu demoras a resolver

Não acredito tirei um “L”
“L” de lá, “L” de lalá
“L” se move, o “L” de love
perceberá o quanto me envolve?

Minhas mulheres todas à distância
Amores platônicos amores, amores
Mas existe uma a me perseguir
O que será que está por vir?

No dia em que esta chuva desabar
Na casa de meu primo quero estar
Ao som do aparelho vou ligar
Dire Straits vai tocar...

Para você entender
Procure nos textos o que mecher
sexta-feira vai encontrar
um amor a suplicar...


Vinicius Caetano
Enviado por Vinicius Caetano em 22/11/2006
Código do texto: T298094
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vinicius Caetano
Amparo - São Paulo - Brasil, 43 anos
44 textos (3447 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:10)