Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BALADA DE CI DA

BALADA DE
           
                             CI

                                    DA
 





Solitárias ondas
Pétalas marinhas
Em mensagens vagas
Vindas sozinhas
Vestidas
De brancas espumas
Ao sopro flutuando
Debruçar-se nas praias
Quase se esgueirando
Olfateando a tua beleza
Espiando-te nas dunas
A sereia que desmaia
No silêncio da areia
Que o vento entalha
Moldando o teu corpo
Em baixo relevo ardente
No teu sono solitário
Na enxerga quente
De preguiça e espasmos
E as brancas vagas
Sorrateiras a beijar
Os teus pés de sereia
É o mar que marulha
Segredos para ti
Com mensagens vagas
Versos sem poeta
Poemas feitos de água
Líricos, jovens atletas
Cobrindo-te com algas
Marinhas flores
Trazidas com as vagas.

Eráclito Alírio


   


             
Eráclito Alírio da silveira
Enviado por Eráclito Alírio da silveira em 22/11/2006
Código do texto: T298107
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eráclito Alírio da silveira
Imaruí - Santa Catarina - Brasil, 74 anos
889 textos (135355 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:09)
Eráclito Alírio da silveira