Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Das razões para amar um poeta*

Um dos mistérios da vida é a descoberta.
Um dos prazeres da vida é ser poeta.
O poeta é aquele que, mesmo não sabendo,
Sabe onde está doendo.
E rima.
E canta.
E encanta.
Descobre sensações,
Camufla razões.
Mas sabe, como ninguém,
Destruir corações.
E por isso é digno de amor,
Porque sabe como expor a dor.
E sendo ser humano que é,
Nada quer, além de uma mulher.
Desfrutar momentos bons,
E depois rimar, somado a alguns sons.
Se ao poeta falta inspiração
Ele não se apóia na razão.
Espera o momento chegar,
E então volta a rimar.
Amar um poeta pode ser perigoso,
Mas tudo, então, torna-se mais gostoso.
Se estiveres preparado para sentir,
Embarque nessa, e vá curtir!


São Paulo, em uma manhã da primavera de 2006 que promete, e muito!

* Poema inspirado no texto de Fernanda Hanna: “Das razões para não amar um poeta”. Recomendo a leitura. http://www.recantodasletras.com.br/prosapoetica/52584
Bruna Pattiê
Enviado por Bruna Pattiê em 23/11/2006
Reeditado em 03/08/2007
Código do texto: T298939

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome da autora - Bruna Pattiê). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bruna Pattiê
São Paulo - São Paulo - Brasil, 34 anos
150 textos (12758 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:57)
Bruna Pattiê