Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"SE OS MEUS OLHOS UM DIA..."



Rosa Magaly Guimarães Lucas
- Eire



Teus lindos olhos negros como a noite
Ora calmos, outras vezes bravios,
Fustigam-me às vezes como açoite
Quando me fitam assim, distantes, frios...

De outras vezes querido tu me fitas
De forma tal que eu me enlanguesço, e enfim
Eu sinto pelo ardor que tu cogitas,
Entre as vagas amar-me como um ondim...

Se meus olhos um dia se apagarem
Viverei da memória e do carinho...
Por ele sinto tuas mãos me afagarem,
Por ela estarei sempre em teu caminho...

E à hora santa do culto do amor,
Tu me guiarás a introduzir-me à nave
Da paixão com tal sutileza e ardor,
A dizer-me baixinho em tom bem suave,

É a hora agora! Minha deusa vem!
Bem aninhada entre esses braços teus
Recebo a graça do amor que contém
Tudo o que é belo e bom, graças a Deus!

O amor só é vero quando há enlevamento,
Quando se mesclam ternura e paixão,
Vive-se a eternidade num momento,
Vive-se a vida com sofreguidão.

Jamais amor, havemos de esquecer
Esse sentimento avassalador
Quando sequer se temia morrer
Pois que não morre quem vive de amor...

Eire
Enviado por Eire em 23/11/2006
Código do texto: T299266
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Eire
Serra - Espírito Santo - Brasil, 86 anos
142 textos (2972 leituras)
1 e-livros (42 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:01)
Eire