Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu, você e uma ostra vazia...

Eu, você e uma ostra vazia...

Encontrei uma ostra vazia,
não havia mas pérola
nela,
porém,
coloquei seu nome dentro dela,
e joguei ao mar,
de onde viera.


Num dia,
eu estava
sentada,
observando as ondas
bater nas pedras,
o vento elaborar marolas
no mar,
e foi quando senti
sua presença perto.
Mesmo tendo escrito seu nome
na areia cortante
abaixo do sol radiante
e areias refletindo o
brilho como se
fosse espelho,
tive essa sensação,
meu coração
pulou forte,
bateu
desvairado,
como um aloprado,
louco e apavorado;
Minha face
ficou rosada,
porque senti
queimar
minha carne,
senti você ali.
Naquele instante,
emocionada,
nem ousei virar,
pois se fosse apenas sonho?
Eu ficaria a penar?
Deixei a situação me levar.

Até que de repente,
você apareceu
em minha frente,
e nos seus braços
me vi,
me senti,
a amar
loucamente
novamente em seus braços
pra eternamente
ficar.

Um dia numa ostra vazia,
coloquei seu nome,
e como resposta do meu ato,
tive você outra vez,
de fato.

Mônica Bynot
14:19 - 22/11/2006
Mônica Bynot
Enviado por Mônica Bynot em 23/11/2006
Código do texto: T299373

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mônica Bynot
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1493 textos (100980 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:25)
Mônica Bynot