Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMO EU TE AMEI

Quando senti em meu peito o corte do teu facão
Fechei os olhos e minh’alma pôs-se a chorar
Abri as portas do meu coração
Em vão, pois nunca pude te amar.

Com os olhos marejando perdi a razão
Perdi a mim mesmo e nunca pude me encontrar
Exaurido deixo gotas cristalinas molharem o chão
Regando a esperança de um dia você voltar.

Banho-me em prantos não em águas
Não sinto ódio nem mágoas
E nem pavor dos cortes dos metais

Pois eu sei que jamais
Existirá e se existiu não sei
Alguém que te amou como eu te amei.

Escritor e Mestre Jailson Santos
Jailson Santos
Enviado por Jailson Santos em 24/11/2006
Código do texto: T299796

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jailson Santos
Salvador - Bahia - Brasil
46 textos (2390 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:31)
Jailson Santos