Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Novo, de novo!


 
Pede o novo, cala o corpo cansado,
vê o outro, mais um sonho jogado,
deita-se ao longo do sonho jamais apagado,
volta-se se encontrando no mesmo ponto parado.
 
Grita e ouve o próprio som abafado,
coloca-se em pé, antes nunca ter se deitado,
no leito, apenas um lençol amassado
e no ar o aroma onde o amor ficou exilado.
 
Corre, pára, pensa, segue sem ter um passado,
no futuro o destino nas cartas traçado,
bebe do corpo, o mesmo desejo agora amargado
no adeus que existia e que já era esperado.
 
Solta a corda do vento, um pensamento,
nem mais um momento, o fim, seu lamento,
nova história, página em branco apagando a memória
dos que seguiram o relógio que contam as horas.
 
Ensaia, recomeça, pede, coopera,
é de culpa o amor que o corpo espera,
mais um pedido e de novo o novo em esfera
a gotejar pelo corpo que curado persevera.
 
08/11/2006
Aisha
Enviado por Aisha em 24/11/2006
Código do texto: T300200
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aisha
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 50 anos
791 textos (35174 leituras)
1 e-livros (57 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:44)
Aisha