Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OUTROS DISFARCES

Quando senti em teus lábios
O sabor das salivas envenenadas
Senti o corte dos gládios
Que deixaram minhas emoções ensangüentadas.

Amo-te com tanto desespero
Que tomo atitudes desesperadas
Vez por outra pergunto-me qual foi o meu erro?
Porque a minh’alma nunca foi amada?

Nas entrelinhas de uma poesia não declamada
Deixo a essência de minha vida amorosa
Deixo rastros de minh’alma apaixonada

Que me faz escrever de forma maravilhosa
Todas as noites chorando ou sorrindo me descubro
Disfarçando-me com a própria tristeza que me cubro.

Escritor e Mestre Jailson Santos
Jailson Santos
Enviado por Jailson Santos em 25/11/2006
Código do texto: T300682

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jailson Santos
Salvador - Bahia - Brasil
46 textos (2390 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:40)
Jailson Santos