Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cansei dessa poesia.

Às vezes esquecemos que a vida não é feita de belas palavras,
O mal do poeta é fazer poesia,
Nem tudo são belas palavras,
No coração também há espaço para rancor,
Não sabemos o tempo de calar,
Dizer que ama não basta,
Cala-te boca, cala-te coração,
O amor é tão ingrato,
Nunca amamos quem nos ama,
O amor sempre busca tristeza,
Nos deixa só, solitários e doentes,
O gosto amargo do rancor nos lábios,
A frio da solidão,
Sintomas do mal do poeta,
O mal do poeta é a poesia,
Queria esquecer do rancor,
De ser poeta, queria...
Cansei das belas palavras,
Cansei dessa poesia.
Leo Magno Mauricio
Enviado por Leo Magno Mauricio em 02/07/2005
Código do texto: T30087
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leo Magno Mauricio
Guarulhos - São Paulo - Brasil
455 textos (14413 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:50)
Leo Magno Mauricio